02/02/2020

Monólogo da noite IV


Ela tão cheia de flores
Tão cheia de vida e essências
Ela é mais linda flor que há em mim
Contemplo todos os dias no meu jardim
E quando o dia termina, logo espero para vê-la outra vez
E lá vem outra vez trazendo a sua essência para mim
Tão formosa se deixa balançar
E sacode para o vento dá
Exala vida e essência naquele lugar
Ela é a flor mais bela que se fez para amar
Se faz sol, chuva ou em ventania
Ela é a flor, razão da minha alegria
Que exala o seu perfume e me deixa feliz
Que se faz de rogada e deixa essência
Se abre e se fecha me seduzindo para amar
É ela a flor mais linda deste lugar

Nilson Ericeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário