10/07/2017

Sinais



A flor teceu você.
E você teceu alguém.
E nesse sentido, colheu essências nuas.
Fez flores e jardins.
Construiu canteiros e estufas...
Fez surgir amor no coração.
E até a mais bela canção.
Mas no amor aparição.
Quando vi aquele clarão.
Era a luz a me dizer que a semente floresceu.  
Mas que foi que aconteceu!
Novamente o coração.
Fez-se o amor e adoração.
E todas as estações e até a prima-vera.
Que bonita se fizera.
O Sol só contemplação.
À noite e de dia quando vir.
E quando o dia apareceu,
Outra vez iluminou meu coração.
Era só admiração da semente que colheu!
Pois é o amor que Deus me deu.

Nilson Ericeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário