11/07/2017

Mas de quem é a responsabilidade?



A buraqueira que toma conta das ruas e avenidas próximas ao Hospital Socorrão II e ao Hospital do Servidor (Hospital São Luís) é de aterrorizar qualquer pessoa.
Particularmente tenho ido com bastante frequência a essas vias. Passa ao largo das autoridades internarem alguém nesses hospitais, pois com melhores posses, optam com toda a razão em hospitais particulares e de alto nível.
Eis um exemplo de descaso e ausência somado com inoperância. Uma parte das vias é da circunscrição de São José de Ribamar a outra é de São Luís.
Outros perigos – com as vias totalmente esburacadas, com verdadeiras crateras tomando conta do que seria uma rua ou avenida, os condutores reduzem a velocidade e passam a ser potenciais vítimas de assaltos; os carros quebram, pois não são poucos os que param às vezes dentro dos buracos.
Não há autoridade para restabelecer a ordem? As chuvas são a frequente desculpa? Não pagamos os nossos impostos? Não somos cidadãos? Não votamos?  Que coisa lamentável.
Mas há um alento: eventuais telefonemas para as rádios locais têm resolvido com paliativos em raras situações. Entendo que aqui a desordem vai muito além do que um caos, passa pelo desrespeito e se tornou descaso. Uma verdadeira bagunça onde não se tem conhecimento dos problemas e nem se arruma o mínimo para que sejam respeitados o direito à vida e ao de ir e vir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário