16/07/2017

Imagem ou miragem



Sabe, eu vim aqui pra te dizer que minha saudade não cessou.
E que em meu amor nada mudou.
E que ainda sinto a tua falta em tudo que é só de nós dois.
Aquela casa, o quintal, nosso jardim, tudo que há em mim lembra de ti.
Os pássaros a cantar e a flores a desabrochar.
Eu penso que tudo isso são sinais que faz lembrar.
Olha, eu vim aqui pra te mostrar que nesta vida eu nasci só pra te amar.
Sei que tanto tempo já passou, mas dentro de mim nada mudou.
É algo tão sublime em mim que o amor se arraigou.
Lembras da nossa rede na varanda, quantas vezes ficamos a balançar.
Daqui escuto as ondas de unção, são poesias do meu coração.
Eu sei que tantas coisas já se foram, mas no meu amor nada mudou.
Lembro com saudade de teu riso, mais parecia um rio a se movimentar.
Tantas coisas lindas me dizias e, entre elas, a de que pra sempre ia me amar.
Agora eu sinto uma saudade imensa de alguém que pensa um dia te encontrar. 

Nilson Ericeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário