19/07/2017

Divagação



Hoje eu vi o amor se por e sol compenetrar.
No céu uma estrela a brilhar.
No meu coração, há revolução de amar.
Amar a todos como irmãos.

Novamente a refletir eu vi o sol se ir.
E pude observar como é lindo esse lugar.
No ocaso e ou no infinito o amor é tudo isso.
O amor é amar sem nenhuma distinção.
É amar o meu irmão com a voz do coração.

E senti uma centelha e acho que se espelha com que pede o coração.
Amar a todos como irmão é essa unção.
E assim num novo dia pude seguir seguindo o compasso do meu coração.
A cada dia mais sarado no amor e na oração.  
E, então, contemplei todos os pedidos que faço em unção. 

Nilson Ericeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário