27/06/2017

Quero voltar pra Arari



* Da série Arari 153 anos de hisória

Olha, eu vim aqui te dizer que a saudade me bateu.
Eu nem sei se vou aguentar a vontade de te amar.
Para mim tu és o céu, as estrela e o firmamento.
O teu sol, lua, começo e fim...
És tudo que me alimenta.
O oásis e estações de todos os lugares.
O frio e o calor, a estação do amor.
Ah, eu vim foi te dizer que a saudade me bateu.
E vejo de minha janela, um progresso bem andante,
mas eu só penso em ti.
Tudo isso me parece tão distante.
O que quero voltar pra teus braços e te amar.
Pois eu sou desse lugar.
Eu percebo que os segundos se passam tão devagarinho.
Parecem retardar a minha volta pro meu ninho.
Da janela do meu coração,
eu volto a projetar a minha volta pra meu lugar.
Eu sei que parece indiferente a veias que te sangram.
A violência de que te contaminam.
E já até asfixia de tanta hipocrisia.
E teu Rio em maresias...
Teus ventos, campos, lagos e igarapés.
Agonia, agonizam...
Minha pressa é de ir a pé.
Mas teu silêncio é nossa voz, tua agonia é nossa dor.


Nilson Ericeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário