14/06/2017

Compasso do amor



Acho que o amor amanhece todos os dias comigo.
É o riso é o toque.
É o querer o fazer em silêncio, um dizer.
Desde que me descobrir.
Eu me permitir aceitar esse amor,
essa onda de amar.
Essa maresia, alegria, desde que te conheci.
Aos poucos fui descobrindo a cada dia um pouquinho de mim.
É esse amor, alegria, que no peito bate,
taquicardia!
É o sol que ilumina, amor, alegria.
É a vida e magia de mim.
Pois sei que sou esse amor todos os dias.
É ter a metade de mim que é um todo.
É uma parte e um todo de um céu que só eu sei compor.
Uma tela, uma profusão de todas as cores e traços.
É o compasso do amor.

Compadre Robrielle




Nenhum comentário:

Postar um comentário