01/04/2017

Amor ou eclipse




Se eu tivesse o sol no fim dia, todo dia estaria a contemplar.
Se eu tivesse a manhã, todos dias me poria a te amar.
E se eu fosse o próprio sol, todos os dias e por toda a minha vida te iluminaria.
E se eu fosse a luz iluminaria teus caminhos ao encontro de mim.
Mas não sou a luz, não sou o sol e nem o dia.
Não tenho nem noites e nem dias, todos os dias!
Por isso eu sinto angústia e o raio se indo, sumindo no horizonte no começo do dia e ao entardecer.
Quero então que saibas que já é noite em mim todos os dias sem te ver amor.
Há um apenas um ciclo de rotação e translação é o amor que se passa no meu coração.
É nostalgia, é amor sentido, é o sol se indo em quaisquer da estações.
Mas se pelo menos o teu riso chegasse e me entrasse poderia até contemplar um novo sol em mim.
E, em pura pretensão, achar esse amor tão lindo dentro do meu coração.

Compadre Robrielle

Nenhum comentário:

Postar um comentário