30/04/2017

A perniciosa mentira e o recheio persuasivo



Quem mente para confirmar seus discursos ou usa mesmo no cotidiano de sua vida. aos poucos vai perdendo a credibilidade, pois há um momento em que os seus recheios persuasivos já não lhes mostram encobertos.
Nas nossas relações sociais, não deveríamos faltar com a verdade em hipóteses alguma, pois mentir é tão prejudicial quanto roubar, furtar ou outro crime qualquer, pois podem prejudicar a vida de outras pessoas enquanto seu vetor se regozija de seus atos maldosos e pecaminosos.
A verdade é o meio lícito da conquista de todas as coisas em sociedade. Mesmo que nela esteja contida algumas amostras de disfunção deste ou daquele agente. É com a verdade que se forma um bom caráter e que conseguimos repassar para as pessoas que nos avizinham, do nosso relacionamento. Ao contrário, a mentira torna a pessoa defeituosa, por mais estética que exteriorize.
Por essas razões é que devemos nos nutrir do que há de melhor na relação social, ou seja, da verdade, da transparência para a construção da vida com dignidade. A dignidade é a melhor fotografia, pois radiografa por completo.

Mas há os que não conseguem mais se desvencilhar desse maléfico hábito da mentira e ainda atribuem suas conquistas a forma esperta com que agiram. E, assim, nem se importam com suas vítimas.

PARA REFLEXÃO SE COUBER: Têm pessoas que não se permitem levantar suspeitas sobre a sua natureza dolosa, mas facultam sempre para o mal, pois acometidos de algumas doenças sociais ou gânglios, sempre se regozijam das suas articulações asquerosas. Se bem que a UTI desses indivíduos poderia ser as suas consciências, mas já não as têm. (Nilson Ericeira)

PENSAMENTO DO DIA: Dizem que colhemos o que plantamos, mas a nossa impaciência é grande em relação ao tempo certo das colheitas as quais projetamos ou vislumbramos. É que há um equívoco de origem, pois o tempo exato de todas as coisas não é do nosso domínio e sim de nosso Pai. (NIlson Ericeira)

29/04/2017

PENSAMENTO DO DIA: A sociedade atual vive em conflito de valores, devemos nos preservar e repassar no que pudermos os melhores hábitos e costumes e nos mantermos firme nas nossas convicções de honestidade e lealdade. (Nilson Ericeira)

PARA REFLEXÃO SE COUBER: No que posso me envergonhar! Certamente da atitude de outrem, pois manter valores e princípios éticos é um abecedário de que aprendemos desde à infância. O contrário disso, resta o resto dos outros. Viver de migalhas não faculta à dignidade: endereço moral de qualquer humano. (Nilson Ericeira)

Essência de amar



Cadê meu amor verdadeiro onde está.
Aquele matreiro que chegou para sempre e ficou.
Cadê você, onde está que nem liga para mim e nem indica o lugar.
Quero amar você outra vez na menina dos meus olhos e com tudo que há.
Vou me fazer um constituinte desse corpo pedinte que suplica os elos de amar.
Quero o caldo e a unção de amor que guardo no meu coração.
É uma fonte que não seca dentro de mim.
E que você chegou outra vez e me falou sem falar.
E quando tentou balbuciar eu logo vir que queria amar.
há maresias no meu coração em matéria presente.
É um coração pedinte de um corpo que sente.
Pois preciso me alimentar dessas ondas de amor dentro de mim.
É que só você me faz e me nutre do que mais preciso para viver em paz e amar.
E, então, abastecido de amor dentro do meu coração, eu me vou para o mesmo lugar.
E me ponho sempre a espera do riso mais lindo da flor formosa que é de lá.
Da mesma estação dos sentimentos do meu coração.
E dos canteiros de amor do meu coração é que eu tiro a essência para amar. 

Compadre Robrielle

PONTO DE VISTA: A Reforma Trabalhista é um retrocesso de meio século de luta dos trabalhadores. Meia dúzia de travestidos agora querem enfiar goela abaixo uma famigerada reforma sem pelo menos perguntarem aos interessados. Cabe-me então perguntar, onde está o protagonismo?

28/04/2017

Prestigiamos a posse da nova diretoria do Sintrap

A posse da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Públicos de Arari aconteceu dia 28 de abril, sexta-feira, no salão de reuniões na sua sede própria.
Leia também no Blog do Jornalista Ni


lson Ericeira - Usina de ideias.

Página 1: Amor dividido



Quando eu vou eu não sei se vou ou se fico.
Quando chego lá, já estou cá ou pelo menos no meio do caminho.
É que me bate uma saudade que é dividida.
E já nem sei se estou.
Se vou ou se fico, pois os segundos me dão aflição.
É o amor dentro do meu coração.
E vou pensando em chegar e logo voltar.
E logo procurando amar.
Ah quem me dera agora o abraço de lá.
Quem me dera o aconchego de cá.
Assim não sei se vou ou se fico quando me desloco de cá.
Esses amores abrasam meu peito e me fazem feliz.
Em tudo que vejo no caminho me impulsiona a voltar.
Em tudo que sinto me inspira a encontrar.
Tudo que eu tenho aqui eu tenho lá.
Mas é um amor dividido que não me deixa sossegar.
Quando estou aqui já estou louco pra voltar.
Bem boto a minha cabeça a pensar logo me vem a ideia de amar.

Compadre Robrielle