03/03/2017

Procura



Só você não veio.
Na multidão você não estava.
Só você não estava lá.
Tanta gente feliz, mas ali você não estava.
Debrucei-me para olhar e tentar parar o tempo.
Pensei que é uma loucura e devaneio
Por um momento uma imaginação me veio.
No meu ser uma miragem, uma linda viagem.
Ali a procura do meu amor.
Todos se admiravam de mim por ter um sentimento tão lindo assim.
Mas encontrei você no desabrochar de uma flor.
É amor, o espetáculo mais lindo, o amanhecer e o sol!
A chuva fina.
É orvalho, é degelo.
Amor por toda vida e por tempo inteiro.
Um amor que em mim neblina.
E me derramei por inteiro só pra regar você no meu canteiro.
Molhar de amor todos os dias.
E me umedecer dessa unção.
Fazer nascer no meu canteiro e dispensar colheitas de meeiros.
Contemplar e encher de insumos igual a bênçãos.
Esse amor é o que nasce todos os dias no meu coração.
Enfim encontrei você dentro de mim.
Pra me fazer feliz assim.
Eu sei que terei todas as flores cuidando desse amor.
Mas nada igual quando cuido de você.
Pois você nasceu pra mim por onde anda e onde está.
E por todo tempo só a encontrarei no meu jardim.
Eu sou feliz por ter certeza que Deus reservou esse amor só pra mim. 

Compadre Robrielle

Nenhum comentário:

Postar um comentário