08/03/2017

Fragmentos de: "Coisa de amar"



Mas não devo esconder de mim.
Mas sei que é coisa de amar.
Pois negar a mim mesmo é não me aceitar
Então, negar a mim mesmo é não me aceitar.
É desdizer e desvencilhar.
Quem me nutre e me aceita nos canteiros de mim.
Um pouco de amor e unção.
Eu necessito desse condimento no meu coração.
Uma certa condimentação .
igual uma chuva que forma, o vento que toca e passa.
O silêncio só com a voz do coração.

Compadre Robrielle




Nenhum comentário:

Postar um comentário