05/03/2017

Essência de flor!



Sobre aquelas flores, pesados tempos,
tempestades e ventanias.
Em alto mar e lugares, no céu, no infinito...
Pesados tempos!
Pesados tempos sobre aquela flor.
Sobre aquela flor, pedras, pedregulhos.
Obstáculos se postaram à frente.
Mas nada a fez desistir.
Resistiu a invernos e verões...
Passou o outono e quando a primavera chegou.
Secou lágrimas, brilhou novamente no orvalho da manhã.
Esperou o sol nascer e tocar seu corpo.
Voltou a brilhar pesar do que passou.
Sobre a essência dessa flor depositei a espera desse amor.
Pesados sonhos, mas em passados tempos...
Que não fora capaz de tirar a essência dessa flor.
E nem moveu a sublime essência de amar.
Em águas pesadas, tempos correntes.
Um novo sangue voltou a circular!
Acesa a chama que o vento toca.
Chegado o dia ou no anoitecer.
Todos os dias contemplo aquela flor. 

Compadre Robrielle

Nenhum comentário:

Postar um comentário