30/03/2017

Arari tão bonita vestida de chita



Vejo que aos poucos despertas pra um novo dia.
E meio esnobe colores com teu céu 'extaseante'.
Num fantástico e único espetáculo.
Parece nem ter pressa quando te vestes de chita.
E o silêncio se quebra aos poucos em meios aos pingos que sufocam o sereno dela.
Vaidosa e fogosa aceita o amor de todos nós.
Até escuta e a facilita a poesia de filhos teus.
E do teu seio o cio de nos animamos.
E da terra o aceite das estações.
Mesmo assim quem te sangre impiedosamente,
mas sei que não te levarão à morte.
Pois és forte!
E quanto te afrontam, renasces no íntimo de cada um de nós.
Agora já te vejo cintilante: é a unção do meu coração!
Mas te vejo tão bonita vestida de chita.
Acho que mais tarde vou abrir minha janela só pra eu veja como é que estás.


Compadre Robrielle

Nenhum comentário:

Postar um comentário