05/11/2015

A simplicidade da amizade e o bem que ela nos traz



Há amigos que mais se parecem com nossos irmãos. Pessoas talhadas para nos amar por toda a vida. O amigo não bajula, não é rabugento e não precisa se utilizar de meios escusos para se mostrar próximo e confiável. Todos temos esses amigos, uns mais outros menos.
Resolvi escrever um pouco sobre esse tema, pois sou muito gratificado por ter amigos muito importantes em minha vida. Alguns faz um bom tempo que não os vejo, mas nada que desconfigure a nossa amizade que é feita em base sólidas. Temos o hábito de chamarmos as pessoas de amigos, talvez por um sintoma, mas pode ser usado como um canal, ou melhor, um elo.
Alguém já prestou como existem pessoas que parecem não fazer questão das outras pessoas! Fico triste com isso, mas já conquistei pessoas que aparentemente não se importavam com o que eu falava, pensava, agia. Já conquistei pessoas aparentemente egoístas, depois percebi da grandeza de ser humano que é.  A vida nos impõe conquistar pessoas de bem para nos fortalecer nas nossas relações. Amizade não se constrói com alguma imposição, mas prescinde reciprocidade e devemos descobrir valores tais como fazemos com nossas outras relações de afeto.
A vida me deu essa maturidade: a da confiança. Sou feliz por esse patrimônio moral que me cerca. A amizade é a maior certeza da segurança que podemos na competição da vida, a vitória é resultado da luta, mas nem sempre não chegar entre os primeiros é sinal de derrota. Precisamos tirar boas lições de tudo que nos acontece.
Gosto sempre de valorar os amigos num grau natural e igual de importância. Nenhum amigo é mais ou menos que outro, mas diferente. Com todos me sinto feliz. Agradeço assim a todos que me cercam. Gostaria de como se fosse uma certificação, nominá-los, impossível, pois são tantos. Graças a Deus!
Desculpem pela fluidez do texto e falta de correção de ordem sintática, morfológica ou afim, é que corro a favor do tempo.
Amigos aceitem sempre o meu mais sincero abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário