31/12/2014

Quando temos capacidade de compreender que o amor é o mais importante


Nós somos dotados de sentidos, mas é certo de que existem pessoas que custam mais a maturar sentimentos e colher para si as impressões da vida. Sentido em que têm coisas que não vale apena quando não nos acrescentam e até nos diminuem relação a valores. Por outro lado, há as que nos transformam a cada dia em seres humanos melhores, mais preparados e, em sendo humilde, agindo com simplicidade. A nossa capacidade de compreender de que o que importa é amar as pessoas independente de qualquer coisa nos venha a acontecer com o passar do tempo.
Quando exercitamos o amor nas nossas relações diferentes, somo capazes de nos tornarmos melhores.  O amor, da forma que compreendemos, é manifesto em diversas formas. Mas, refiro-me muito especialmente às relações humanas. O homem nasce e depois se humaniza. É no contato interativo que internalizamos sentimentos e impressões. Assim poderemos nos dispor a conquistar amigos.
Não devemos dispensar o abraço de ninguém. Às vezes nos travamos em predefinições, coisas prontas a respeito de pessoas que não conhecemos. Nesse sentido, cabe a autorreflexão para podermos enxergar a nossa própria ignorância. Somos tão rudes em alguns momentos que a nossa cegueira não nos permite enxergam os nossos próprios irmãos.
Nossa pressa em ser melhor, de realizar coisas, cumprir tarefas, apego desenfreado e deseducado a mídias, cuidar da família, etc., não nos têm permitido olhar por outros ângulos o verdadeiro sentido de nossas vidas. Devemos ser receptíveis, mas ás vezes somos estéreis e até insensíveis. Não que devêssemos negar o papel da ordem legar de exercer demandas sociais, mas porque Deus nos deu vida para exercermos o amor fraterno.
Quando não somos preparados para amar deveríamos pelo menos ter capacidade de nos preparar no coração para acolher as pessoas. Penso que o principal papel dos que não sabem é reconhecer que não sabem, aí começa o aprendizado.
Qual o verdadeiro sentido da vida? Por que vivemos em sociedade? Por que nos organizamos? Como o amor se manifesta? De que insumos precisamos para nos tornarmos melhores?
Afirmo que cabem muitas expostas e indagações e respostas em nós que não somos capazes de responder enquanto não nos despirmos de egoísmos, individualismos, soberbas e ignorância.
Para concluir, quando passamos a usar as pessoas em vez de objetos, apressamos a nossa morte e preparamos a nossa solidão.

Abraços amigos...


Há amigos que guardamos dentro do nossos peito.
Que só a eles confiamos nossas palavras, coisas de nossas vidas.
Estes guardamos também no coração.
Há aqueles que nos vigiam, nos acompanham por toda a vida.
São os verdadeiros amigos.
Eu peço: Senhor guardai os amigos.
Fortaleça as correntes de amizade.
Dos amigos partem palavras sinceras.
Portas abertas!
Ter um amigo é não desistir da luta.
A amizade é um bem imensurável.
Pretensões de mensuração da amizade é luta em vão.
Pois a amizade é sentida, consentida e consciente.
O abraço do amigo é muito antes do entrelaçar dos braços.
O abraço amigo é sentido no coração.
Entre os amigos não cabem subterfúgios ou desfaçatez.
O amigo é essência do querer bem.
O verdadeiro amigo é único.
Não se apega ao ter, mas ao ser.
O insumo de uma boa amizade é a confiança.
O amigo faz parte da vida do outro.
Que Deus proteja os amigos.


Nilson Ericeira (Robrielle)

PENSAMENTO DO DIA: “Quem caminha fazendo o bem certamente vive e dorme tranquilo. Respeitar às pessoas significa muito mais que reconhecer as diferenças que nos são pertinentes, mas amá-las antes de tudo. “ (Nilson Ericeira)

30/12/2014

Saudade


Saudade não se apaga com o tempo.
Não se esvai e nem sara simplesmente.
Não é saudade quando não atrai amor distante.
E nem consola o amor em êxtase.

Saudade de alguém tão perto e tão longe.
Que finge fingir que nem amor de forma alguma sente.
Mas que a todo instante procura ver passar um tempo presente.
Só pra junto do amor que a angústia da ausência me causa.

Saudade combalida pela distância de um amor ardente.
Saudade sentida e reprimida por convenções.
Saudade de desperta paixões.
Mas sou mais sobreviver me negando a vida inteira.
Que longe desse amor a contar poemas...

Assim há em mim uma saudade sentida.
Há muito mais, há a solidão de um amor incontido.
Mas de vez enquanto vou me encontrar em devaneios.
Juntar pedacinhos dela que em meu coração sobreveio.


Robrielle


A análise do discurso e o exercício da liberdade



Com o passar dos tempos, com a repetição de ações, com algum aprendizado formal, mas, sobretudo, com a reflexão dos nossos próprios atos e observação de comportamentos, arriscamo-nos a emitir opinião sobre determinados assuntos.
Por exemplo, quem discursa e não age de forma semelhante, pratica falácia.  Da mesma forma que, quem não é um referencial e emite conselhos, pratica proselitismo. Numa análise mais contundente, poderíamos até chamar de hipócritas os que falam de forma completamente diferente das suas ações.
Dizendo isto, eu entendo que deveríamos todos nos alfabetizarmos de forma a compreender o que há de sub-reptício, pois ali poderá conter toda a intenção do falante. Na afala, por eficaz que pareça, há a denúncia.   Ninguém, pelos menos eu não conheço, alguém que de tão retórico consiga esconder suas mentiras e invencionices.
Tenho me pautado durante toda a minha vida pela franqueza e honestidade. Não obstante, lá alguma vez sou surpreendido por provocações alhures à minha prática. Nesse sentido, entendo que o direito é o caminho da justiça, mas nem sempre a justiça se completa na busca da justiça. Quanto está em jogo a minha liberdade de pensar não me submeto e, jamais, me submeterei a apegos, correntes e seduções. A liberdade assim como a vida são bens maiores e imensuráveis. A perca da liberdade não somente aprisiona, mas envelhece e destrói o que você pensa a respeito dos homens, das coisas que o cercam, e o pior, não lhes permite atestar suas próprias convicções. Você passa a ser um à-toa, portanto, presa fácil de dominação. Ter vida vegetativa é bem melhor de que perder a liberdade de agir e pensar.
Mesmo não sendo preocupado com o conhecimento dos que já nasceram sabendo, dis rogados de todos os gêneros, sempre respondo que meus artigos não são teses a serem defendidas e nem letras para se admirar, mas verdades minhas ou questionamentos.
Discursar é mais fácil que agir, porém não cabem mais figuras de retóricas quando o assunto é público. Quando agimos em sintonia com o que pensamos há um casamento entre o que é ético e o que é moral.

PENSAMENTO DO DIA: “Todos os dias deveríamos agradecer pela vida, pelos amigos, pela família e pelo nosso desejo renovado por justiça. Quando agimos assim, alimentamos o nosso ser e engrandecemos a nossa alma. O melhor: agradamos a Deus!”

28/12/2014

Amor miragem




Tanto tempo passou e tanta falta me faz.
Nem precisaria tentar sair de mim.
Pois sei que não consegues.
Não se deixa um amor bonito assim.
Uns sinais ainda persistem em mim.
Lembro-me com saudade de palavras ditas repetidamente.
Pareciam promessas de amor.
Mas era só uma ilusão que tomou meu coração.
Os segundos que passei sem te ver pareciam uma eternidade.
Eu até tinha poderes de apressar o tempo só para outra vez te encontrar.
Mas em sinais de despedida deste adeus.
Mesmo assim persiste em mim sinais desse imenso amor.
O tempo passou nem me dei conta d cuidar de mim.
Preciso regar canteiros para outra vez te encontrar.
Te encontrarei em outras flores, na essências delas e na oração de amor.
Seguirei ao relento fazendo poemas assim.
Mas guardarei para sempre esse amor em mim.

Robrielle